O namoro do século 21

o-namoro-do-século-21

Não é possível reconhecer nos relacionamentos entre uma grande parcela dos jovens deste nosso século um fundamento do namoro. O conhecimento de quem é o outro está colocado em um plano tão inferior de vivência no relacionamento, que muitos nem sabem o que fazem.

Namorar hoje é sinônimo de diversão, de encontro de bons momentos, de fuga de uma realidade estressante que cada um vive no trabalho, nos estudos e, infelizmente, dentro da família. Namorar é uma possibilidade de encontro de momentos de alegria e prazer onde não cabem questionamentos que possam levar a situações de confronto de personalidades, de características pessoais e de objetivos próprios de vida.

Namorar é mais uma fuga para um mundo paralelo e alternativo, onde tudo pode ser melhor do que a realidade.

E então, o namoro que deveria ser um aprofundar na plenitude do ser do outro, que permitiria conhecer quem realmente ele é, o que quer, o que pensa e o que almeja, passa a ser apenas um olhe para mim e me faça feliz. Falta o exercício da conversa, o treinamento da doação e da partilha que vêm quando se oferece a ajuda descompromissada nos momentos mais difíceis, o exercício do ouvir o outro, o carinho descomprometido e desvinculado do interesse mera e puramente sexual… Namorar deveria ser bem diferente.

Queremos abrir a proposta de uma reflexão mais profunda do namoro como base de uma caminhada humana e também espiritual ou metafísica, onde se reconheça o pleno potencial do outro que envolve corpo, mente e espírito. E afirmar que o namorar se constrói muito mais pela amizade profunda, pelo compromisso de duas vidas, que pela superficialidade de um relacionamento onde só se faz e se fala o que agrada, escondendo-se cada um atrás de uma máscara de medo, incerteza e insegurança.

Namorar é abrir-se de mente, coração e espírito para construir algo mais firme para o futuro.

Esta reflexão certamente será um tema recorrente neste nosso site. Acompanhe-nos.

 

Namoro, Relacionar-se
One comment on “O namoro do século 21
  1. Creio importante parar e refletir que família estamos deichando a futuras gerações. Tambem que nos católicos estamos tentando muito empenho através de ações isoladas e por isso pouco desempenho. O caminho investir na vacina.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *